Total de visualizações de página

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Areia nos pés.


De que forma eu poderia escrever sem colocar um 'eu aí?
O egoísmo perpassa por mim de uma forma tão escancarada, mas ao mesmo tempo tão nas entrelinhas, que eu ruborizo(e novamente o eu aí) pelo jeito de como eu uso e abuso do 'eu. Mas, não sou egoísta. Só me preocupo comigo (auahauiahaih). É que eu me preocupo em encontrar o 'eu que não existe. O meu euzinho, que não existe para você. Pois você é o "eu agora e não eu.Entenderam? Eu não vou falar de você. Até porque, eu nem sei quem sou eu, tampouco sei quem você é. Por isso, deixa 'eu ser egoísta, sem ao menos ser. Até que é bom!
Ta, mas fugindo do assunto e entrando num outro bem diferente. Mas, ainda com os EUS.
Hoje, seguindo minha rotina matinal, caminhei...caminhei. E, depois da crise tomada por mim nesse mês, comecei a sentir novamente.
Senti o ventinho colocando um fio de cabelo para trás,
senti o anél entre os meus dedos.
Senti. Eu senti. E fiquei sentindo.
Ouvi os sons, sons do motor do ônibus,
som dos freios dos carros.
Barulho de um carrinho de nenem. Ouvi.
Eu vi, vi detalhes. Sem pensar.
To pensando agora, e pensei depois também. Pensei: E as outras pessoas?
...O que elas fazem quando andam?
Elas não sentem essa mútua consciência?
Elas não sentem essa existência?...Elas caminhavam...por caminhar?
Caminhavam pensando nos seus afazeres?
Por um momento eu pensei.
Pensei e agradeci por ser eu. Pensei e agradeci por ter tirado o pé esquerdo daquela crise.
Aquela crise que vai passar por completo e vai me deixar assim. Tipo agora.

Paz e gratidão.
love

3 comentários:

Daniel disse...

as árvoros somo nozes
mais nada a declarar

Ailton disse...

Deu vontade de sair correndo pela rua e sentir as coisas, mas outra vontade tão gande quanto, de ficar aqui sentado escrevendo as coisas que sinto!

univitelinos disse...

que colorido que ficou teu blog!
=)