Total de visualizações de página

terça-feira, 19 de maio de 2009

Os meios justificam os fins?


Sem fins e sem meios pra escrever algo produtivo.
E o que seria esse ''algo produtivo''?
Algo que um tal alguém perderia uns 5 minutinhos lendo. E com isso, acrescentasse algo na vida, no dia, nos minutos... ou sei lá o quê. Talvez só o fato de dizer: é verdade ou concordo contigo, seja esse algo produtivo.
Mas, o dia hoje não leva a essas funções de foco e assuntos sobre a crise mundial ou até mesmo sobre a gripe H1N1.
Na real, eu to pouco me f* pra essas coisas ( neste momento, claro). Só que esse ''nem aí'' meu, volta-se pro ''to aí'' dos outros.
Mas, de fato, eu ''to nem aí''. Pois, os ''to aí'' dos outros, são só ''to aí e não quero ler essa porra de blog''. Então, se o pessoal do ''to aí'', não quer ler essa p* de blog, é só não ler.
Porém, no momento em que eles estão lendo isso, eles notarão só aqui, nessa palavra aqui, que isso é uma coisa totalmente não produtiva.
Daí, eles vão lendo e vão lendo até aonde a improdutividade vai parar.
E nada acontece, porque, realmente, eu não coloco nas linhas alguma coisa interessante.
No fim...
É fim.
E, agora, que a vontade de escrever mais se despertou, o sono vem e me deixa assim.
Vontade X Sono.

E o que sucede é que vontade X sono, gera a improdutividade.
Quem sabe, a coisa produtiva é para você, do ''to aí'', aprender isso. Ou não, né?



Beijos, love.
Grata.

3 comentários:

univitelinos disse...

hueehuhuhuheuhehuhehee
mimijei

Ricardo Chicuta. disse...

Improdutivo nada.Geralmente escrevemos para nós mesmos,por impulso.As vezes dá uma vontade de escrever e essa vontade não passa...

PutzGraça!!! disse...

Nooossa! Como você é profunda e objetiva. Ficamos em dúvida sobre uma parte do texto, mais de uma na verdade. Tudo bem, não entendemos nada, mas isso não depõe contra teus pendores literários, muito pelo contrário, depõe contra nosotros. Somos muito burros, já nos disseram. Começamos a medir isso. Cada texto que não entendemos nosso auto conceito, abaixo. Tá perto do rodapé. Um segredinho: não é fácil ser travado. É terrível ver um filme sem entender, livros então é uma desgraça, músiga tamos apelando pro Falcão que tem uma linguagem mais acessível. Enfim, pensamos em iniciar algum elogio sobre o seu blog mas, você tá entendendo né... qualquer coisa que dissermos, depois dessa...
Mas vamos dizer mesmo assim. Gostamos. O blog é bom. Deveria ter poesia também...
Beijos. Você parece inteligente. Fotos não mentem.