Total de visualizações de página

sábado, 9 de junho de 2012

Uma morte me cobre os olhos


Uma morte me cobre os olhos
Sugou-me as vísceras
Esmaecida. Diminuída de pele
Feia.
Quarto à dentro
Coluna torta
Carne a depilar.
Mulher que se esconde em um cubículo encardido.

Um espelho a minha frente para eu não me esquecer de mim

Ao invés de música, a voz de Waly Salomão que diz: “A vida é sonho”.

2 comentários:

Suzi Mossmann disse...

Te sinto, me vejo.
O que deixamos de ver?

Unknown disse...

Suzi, esqueceram de nos dizer o W. Salomão já dizia: 'tudo não se passa de um simples sonho' a brincadeira que levamos a sério...