Total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de março de 2011

Mais um pouco de segredo falado.


(A cada dia que passa eu percebo a gama de falas precipitadas que já mencionei).

“__Tia, por que casaste com o tio Don Juan?”

“__Querida, a gente não escolhe quem ama”.

“__Claro que escolhe, eu não vou gostar de alguém com cara de coelho, que usa sapatênis e as calças pra cima. Nem mesmo um safado assim”.

“... Não vou gostar de uma pessoa que me trata desse jeito e que tenha esse feitio. Muito menos de um Ser que tenha um gosto musical insuportável e que se interesse por coisas frívolas”.

(...)

Há mil cento e noventa dias eu sou a prova de que a língua não tem osso.

2 comentários:

Maria disse...

sabe o que eu sou?

a prova de que a língua não tem osso.

e não tem..

Diego Rafael Vogt disse...

eu tinha uma piada com o "osso da língua" e agora tu estragou ela.
:P
heuehueheuheu